Ajardinamento - a melhor forma de acrescentar um toque verde à sua casa

Solicita Cotización

Número incorrecto. Por favor, compruebe el código del país, prefijo y número de teléfono.
Al hacer clic en 'Enviar' confirmo que he leído los Política de protección de datos y acepto que mi información anterior sera procesada para responder a mi solicitud.
Nota: Puedes cancelar tu consentimiento enviando un email a privacy@homify.com con efecto futuro

Ajardinamento – a melhor forma de acrescentar um toque verde à sua casa

Elisabete Figueiredo – HOMIFY Elisabete Figueiredo – HOMIFY
Jardines de estilo  por Pedro Queiroga | Fotógrafo, Mediterráneo
Loading admin actions …

Ter um jardim é ter um espaço privilegiado para a ligação com a natureza, seja como área de descanso ou como passatempo. Mas pode ser muito mais do que isso! O jardim também pode ajudar a climatizar a sua casa, a protegê-la dos ventos e a manter a sua privacidade no interior da construção. 

Com tantas vantagens, ter um espaço para ajardinar é realmente um privilégio, no entanto é também fonte de muito trabalho e dores de cabeça. Para o ajudar e orientar a homify reuniu as melhores dicas e conselhos sobre jardinagem. 

Aqui vai descobrir o que deve ter em conta ao planear o seu jardim, a usá-lo para finalidades específicas, como melhorar a privacidade ou tornar a casa mais fresca, a decorá-lo e muito mais!

Planeamento e expectativas de um jardim para a casa

O primeiro passo num planeamento de sucesso para um jardim é conhecer o seu espaço detalhadamente! Faça as medições necessárias com rigor, descubra o tipo de solo, estude a incidência da luz e a disponibilidade da água. Só em posse desta informação poderá ajardinar o exterior da sua habitação com confiança!

Aspetos de planeamento a ter em conta:

- Determinar a área disponível e a sua forma é imprescindível para fazer um bom paisagismo, pois essa condicionante vai ditar algumas das suas escolhas. Num jardim de pequenas dimensões as árvores de grande porte vão constranger visualmente o espaço e podem não ter solo suficiente para sustentar o seu crescimento, e um grande espaço sem uma árvore de médio porte pode parecer demasiado árido.

- Saber o tipo de solo vai determinar a necessidade de drenagem ou de terraplanagem. Um solo demasiado molhado não permite o crescimento saudável de muitas plantas e tem de ser drenado, sendo algo frequente em zonas baixas ou perto de cursos de água. Uma topografia acidentada, como a de um terreno inclinado, pode exigir um trabalho de terraplanagem.

- Estudar a incidência luminosa vai permitir-lhe saber que plantas deve colocar, e onde, para que cada uma receba a luz solar dentro das suas necessidades específicas. Por exemplo não vai querer plantar uma dália encostada a um muro que lhe possa roubar algumas das seis horas de luz direta que ela exige por dia, mas pode colocar aí bromélia que não gosta de muito sol direto! Conhecer a constituição do solo é fundamental por motivos semelhantes: – há plantas que se dão melhor em solos argilosos, ácidos ou alcalinos, e pode sempre recorrer a corretores para o preparar.

- Já sabemos que no nosso país a seca é quase uma constante e isso também vai limitar um pouco as suas escolhas, se quiser poupar água.

Fazer um planeamento de jardim pode ser uma tarefa delicada e requerer alguma ajuda profissional, para conseguir bons resultados. Contacte um dos nossos arquitetos paisagistas ou jardineiros!

Climatização

É importante saber o tipo de clima a que o seu jardim vai estar sujeito! Se está em Portugal continental já sabemos que os verões muito quentes e secos são uma constante com tendência para piorar, e que os invernos podem ser muito rigorosos, com frio e bastantes tempestades. Se está nos Açores ou na Madeira o clima pode ser mais ameno e chuvoso. As escolhas de ervas, arbustos ou árvores devem estar dependentes destas características. 

No verão:

- Para amenizar o quente verão português, para as suas plantas mas também para si, há várias alternativas. Plantar plantas trepadeiras encostadas à parede da casa, em suportes especiais, ajuda bastante a controlar a temperatura do interior. Uma sebe alta, com folhagem de verão, ajuda a criar sombra para o interior da habitação. Instalar ou construir uma pérgula faz sombra para si, para interior da casa e até para as suas plantas de vaso que pode ali abrigar nos meses de canícula.

No inverno:

- E o que fazer para prevenir os invernos frios e tempestuosos? Adicione também ao seu jardim árvores, plantas ou flores que suportem bem o frio, floresçam no inverno ou tenham folhas bem resistentes que não caiam nesta estação do ano, assim vai ter um pouco de cor no tempo frio, ao invés de ficar com um jardim despido e deprimente. Pode també mconsiderar a colocação de uma estufa para poder a cuidar das suas plantas mais frágeis.

Calçadas e pedras de jardim

Integrar calçada e pedras no seu jardim pode ser a melhor maneira de criar um jardim moderno ou minimalista, com as vantagens que isso traz! Estes elementos diminuem a necessidade de plantar e podem ser muito decorativos, tornando os jardins mais fáceis de manter por jardineiros sem muito jeito para o cultivo, e diminuindo o gasto de água. 

Planeamento:

- Incluir pedras no jardim não é isento de riscos, e por isso estes elementos devem ser incluídos num planeamento rigoroso! Idealize o layout do seu jardim tendo em conta as medições efetuadas e a forma predeterminada, fazendo um esquema da sua composição que inclua: – a localização e a forma dos caminhos; – as divisões e a localização de canteiros, maciços de plantas, árvores, áreas de lazer ou equipamentos de exterior. 

Outra utilização

- Se quiser pode também utilizar pedras como decoração, como é costume nos jardins de inspiração japonesa ou zen. As pedras brancas e as cinzentas, em especial quando polidas pela água corrente dos rios e mares, têm uma beleza suave e natural, que lhe permite criar contrastes e formas fluidas nos canteiros, perfeitas para dar o equilíbrio necessário a estes jardins. 

Manutenção

- Mas não se esqueça da manutenção! Apesar de serem mais fáceis e mais baratos de manter, os caminhos e canteiros de pedras do seu jardim não devem ser abandonados à sua sorte! As calçadas costumam ficar com musgos e ervas nos pequenos espaços entre os paralelos, ou mesmo com limo esverdeado e escorregadio por cima, e por isso precisam de uma limpeza periódica. As pedras ornamentais podem ficar negras de pó, lama e poluição, ou esverdeadas dos limos, perdendo toda a graça e beleza, pelo que devem ser limpas periodicamente para manterem o seu aspeto original. Nada grita mais abandono e negligência do que pedras sujas no jardim!

As zonas de relva

Jardines de estilo  por homify, Escandinavo

Porque semear relva no jardim, se é preciso uma manutenção cuidada e precisa de tanta água? Porque é bonita, porque o seu verde intenso valoriza qualquer construção, ou porque gostamos da sensação da relva sob os pés e do cheiro da relva cortada!  

Vantagens e desvantagens da relva

- Já sabemos como a relva é exigente em termos de cuidados, requerendo cortes frequentes e muita rega, podendo mesmo tornar-se dispendiosa e pouco ecológica. Mas, para além de haver alternativas de espécies de relva menos exigentes, nós achamos que as vantagens de embelezamento do espaço exterior, de integração entre os diferentes elementos da natureza e de permitir uma melhor drenagem das águas da chuva, ultrapassam as desvantagens.

Alternativas

- Se é da nossa opinião, mas os gastos de água pesam mais alto na sua consciência e no seu bolso, opte por um tapete relvado de uma espécie bem resistente, como o galricho, que dispensa muita rega e cortes frequentes. E em última análise pode enveredar pela escolha de um tapete de relva artificial, que é uma boa opção em caso de secções de relva mais pequenas.

Cuidados e precauções a ter em relação a crianças (e/ou animais)

 de estilo  por homify, Moderno

Fazer um ajardinamento do seu espaço exterior de sucesso deve também ter em linha de conta a segurança. A ideia é ser bonito e funcional, não colocar em perigo os seus entes queridos, sejam eles pessoas ou animais!

Proteção de elementos perigosos:

- Antes de considerar a proteção de todos os elementos perigosos no seu jardim deve perceber quais são. 

-- Piscinas e lagos são perigos eminentes para crianças pequenas, por isso o seu planeamento de ajardinamento deve incluir cercas e redes de proteção à volta deles. 

- Estacas de suporte afiadas podem ser armas mortais, opte por acessórios com os cantos arredondados ou trancados por peças redondas. 

- Os adubos e pesticidas são venenos mortais, e as ferramentas afiadas não são brinquedos, por isso tranque-os em armários fechados ou em abrigos de jardim trancados.

As plantas também podem ser perigosas

- Escolher uma planta apenas pela sua beleza pode ser um risco para as crianças e até para os animais. Plantas que usualmente vemos como peças fundamentais no ajardinamento podem ser mortais! O oleandro, tão comum, em especial nos jardins do sul do país, a acácia, a até a insuspeita hortênsia são tóxicos e podem matar, mas há muitas outras. 

- Antes de comprar aquela planta, arbusto ou árvore que adorou, pesquise para saber se é tóxica. Se for pode escolher outra, plantar num local inacessível ou mesmo protegê-las com uma cerca para evitar que crianças e animais se aproximem.

Irrigação e manutenção

Fazer a manutenção de um ajardinamento pode ser uma tarefa titânica, sobretudo em espaço maiores e mais complexos. Se não tem tempo para dedicar a esta ocupação o nosso conselho é que a entregue a um profissional dos muitos que pode encontrar na nossa página!

Para os que têm gosto nestas tarefas aqui ficam alguns conselhos:

- Regas

- existem basicamente dois tipos de rega: por dispersão, que é feita espalhando a água pelo solo como a chuva, e gota-a-gota, em que a água é depositada em locais próprios no solo, normalmente junto ao caule da planta. O primeiro sistema precisa de mais caudal e gera mais perdas de água mas a escolha está dependente do tipo de plantas, pois o sistema de gotas não se aplica a grandes superfícies relvadas, por exemplo.

- seja qual for o sistema escolhido é sempre bom aplicar-lhe também um sistema de controlo para selecionar as horas de rega e o tempo. Se não o poder fazer certifique-se de que faz a rega às primeiras horas da manhã ou ao fim da tarde para minimizar as perdas por evaporação.

- Aplicação de adubos:

- mesmo que tenha um solo rico em nutrientes, adubar acaba por ser imprescindível para repor os nutrientes que as plantas consomem;

- embora haja uma grande variedade de marcas de adubos estas resumem-se a dois grandes grupos: os adubos químicos e os adubos orgânicos. Os adubos orgânicos são mais seguros e ecológicos, enquanto os adubos químicos acabam por apresentar mais problemas de sobredosagem, perigosos para as plantas e para o meio ambiente.

- seja qual for o tipo escolhido é importante que o fertilizante seja adequado às necessidades das suas plantas, pois cada espécie tem necessidades próprias, em especial as plantas com flor.

- com adubos químicos deve sempre cumprir escrupulosamente as dosagens recomendadas e proteger-se a si, às crianças e aos animais, pois são tóxicos.

Podas de árvores

- podar as árvores é fundamental para manter o seu ajardinamento sempre bonito, equilibrado e seguro, pois serve para remover ramos velhos que ficam feios e podem cair, para além de garantir que as árvores permanecem saudáveis;

- a poda deve ser adequada à árvore em questão e ao seu projeto. Podar no inverno vai estimular o crescimento da planta na primavera, e podar no verão pode atrasá-lo (podar no inverno é bom para uma árvore em crescimento, podar no verão pode ser bom para manutenção. Pode a qualquer altura cortar ramos secos ou podres.

- Corte da relva e das sebes

- aparara a relva e as sebes é fundamental muito para além da manutenção do seu aspeto. É fundamental para manter as plantas saudáveis!

- existem várias técnicas que pode aplicar, mas é fundamental que siga as instruções do fornecedor ou de um profissional para cada tipo de relva ou planta do seu jardim.

- Prevenção e tratamento de doenças de plantas

- as plantas também adoecem, e por isso é fundamental fazer a prevenção e o tratamento adequado. Fungos, vírus, bactérias e insetos podem arruinar as suas plantas.

- cada doença tem um tratamento específico, mas para as evitar é fundamental  manter o solo saudável, remover as plantas danificadas, desinfestar as ferramentas entre trabalhos, e utilizar de métodos orgânicos de manuseio.

- Para as pragas de insetos há produtos repelentes naturais e até a escolha de algumas plantas de jardim específicas como o Allium.

- A utilização de pesticidas deve ser sempre encarada como último recurso, e deve ser sempre efetuada sob rigorosas condições de segurança.

Limpeza

A limpeza é o primeiro passo para evitar pragas e doenças das plantas, por isso remova sempre as folhas e ramos mortos. E recolha sempre qualquer detrito que possa contaminar o ambiente e a estética do seu ajardinamento.

- Decoração

A decoração do ajardinamento é um aspeto tão pessoal como a decoração da sua casa. Seja com mobiliário de exterior fantástico, com estatuetas, pedras ou troncos, os acessórios de jardim vão refletir a sua personalidade. 

Não se esqueça de uma boa iluminação para valorizar o seu jardim e torná-lo lindo mesmo à noite

Aqui na homify encontra uma grande seleção de produtos para o seu jardim, e de certeza que vai encontrar a decoração perfeita!

Casas de estilo  por Casas inHAUS, Moderno

¿Necesitas ayuda con tu proyecto?
¡Contáctanos!

¡Encuentra inspiración para tu hogar!