Tectos falsos: a escolha mais popular para espaços modernos! | homify
Error: Cannot find module './CookieBanner' at eval (webpack:///./app/assets/javascripts/webpack/react-components_lazy_^\.\/.*$_namespace_object?:3654:12) at at process._tickCallback (internal/process/next_tick.js:189:7) at Function.Module.runMain (module.js:696:11) at startup (bootstrap_node.js:204:16) at bootstrap_node.js:625:3

Tectos falsos: a escolha mais popular para espaços modernos!

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Comedores de estilo moderno de Elia Falaschi Fotografo Moderno
Loading admin actions …

Os tectos falsos tornaram-se num símbolo de modernidade e de sofisticação nos projectos actuais. Tratam-se de segundos tectos colocados por baixo da estrutura principal que podem servir vários propósitos estéticos e funcionais. Em termos estéticos, estes tectos são úteis para ocultar a infraestrutura dos imóveis, superfícies danificadas, aparelhos de aquecimento ou refrigeração, entre outras coisas. Hoje em dia, os tectos falsos já estão disponíveis numa panóplia de cores, materiais e tamanhos, pelo que é fácil personalizar cada projecto. Acusticamente, são também uma mais-valia porque absorvem e atenuam os sons, tornando os espaços mais confortáveis.

Vemos, ainda, os tectos falsos a separar virtualmente áreas com propósitos distintos dentro de um open space. Em vez de uma parede a apartar os ambientes, os tectos, com volumes diferentes, dão-nos essa informação. A cozinha, por exemplo, pode ter o tecto mais rebaixado em relação ao da sala.

Os tectos falsos constroem-se com peças pré-fabricadas que são geralmente em gesso, PVC, aço ou alumínio. Nos últimos anos, estes tectos têm vindo a adquirir popularidade pela sua versatilidade, preço económico, sustentabilidade e fácil manuseio.

Venha saber mais sobre eles.

1. As vantagens dos tectos falsos

Antes de pôr mãos à obra, vale a pena ponderar os prós e contras concernentes à instalação de um tecto falso. Decidimos começar pelas vantagens.

São elas:

A instalação é fácil: não é por acaso que estes tectos falsos são usados amiúde em superfícies comerciais. A instalação é relativamente fácil e rápida, pelo que há pessoas que conseguem fazê-la sem recorrer a ajuda de um profissional. Contudo, aconselhamo-lo a informar-se junto de quem sabe para garantir a sua segurança e dos seus.

A remoção é simples: os tectos falsos são fáceis de colocar, mas também de retirar. Imagine que precisa de fazer uma reparação. Num tecto normal, essa obra será muito mais invasiva. No caso do tecto falso, podem-se remover os painéis necessários e voltar a colocá-los no fim do trabalho.

Disfarça elementos inestéticos: como explicámos na introdução, os tectos falsos são utilizados para esconder imperfeições e tubos, cabos eléctricos, vigas, ferragens, entre outras coisas. Contudo, não se deixe enganar. Antes de comprar ou arrendar uma casa com tectos falsos, deve pedir para examinar o interior para se certificar de que não há problemas estruturais graves.

É económico: os tectos falsos saem muito mais baratos do que estar a levar a cabo demolições ou trabalhos de reparação extensivos. Se o tecto da sua casa não o agrada, basta construir um tecto falso por cima e o problema fica resolvido. Além do mais, a manutenção é também barata.

Possibilita a instalação de luzes: enriqueça o projecto de iluminação da sua casa através da instalação de LEDs nos painéis do tecto falso.

Baixa um pé direito demasiado alto: se o pé direito da sua casa é alto e os ambientes se tornam, por isso, menos acolhedores, considere baixá-lo com um tecto falso.

É uma escolha eficiente em termos energéticos: um tecto falso ajuda a reduzir o calor durante o Verão e o frio no Inverno, moderando assim as contas de electricidade.

2. As desvantagens dos tectos falsos

Todas as moedas têm dois lados e há também algumas desvantagens no que toca à utilização de tectos falsos.

Saiba quais são:

Menor resistência: os tectos falsos não duram muito tempo se não forem mantidos com regularidade. Quando descurados, podem descolorar ou ganhar manchas.

Reduz a altura dos espaços: esta nem sempre é uma desvantagem porque depende do espaço em questão. Em alguns casos, a adição do tecto falso pode tornar determinada área demasiado apertada porque reduz significativamente a altura. Outros há, em que o tecto falso é profícuo para recuperar uma altura excessiva.

Instáveis em situações extremas: os tectos falsos são mais instáveis no caso de haver um incêndio ou sismo. Os elementos instalados neste tecto podem cair nestas ocasiões.

​3. Tectos falsos e iluminação

Cocinas de estilo moderno de yesHome Moderno

Entre as vantagens dos tectos falsos, referimos a instalação de luzes que podem ser directas, indirectas ou direccionadas. Com um tecto falso, pode criar composições lumínicas esteticamente interessantes, dinâmicas e funcionais. Cada tipo de luz que pode ser accionado conforme as suas necessidades e circunstâncias, sendo que alguns spots podem servir apenas para pôr em evidência uma peça de decoração ou um papel de parede por exemplo.

Temos um artigo dedicado apenas à iluminação para tectos falsos: retire dele ideias para aplicar à sua casa!

​4. O guia básico para instalar um tecto falso

As vantagens são mais do que as desvantagens, por isso, se está convencido e vai avançar com a construção de um tecto falso, não queremos deixá-lo sem um pequeno guia. Porém, nunca é demais advertir que a ajuda de um profissional é importante para atestar a qualidade do projecto e a segurança que proporciona.

Em primeiro lugar, deve medir o espaço em causa com cuidado. Anote as medidas e mostre-as na loja de materiais de construção e bricolage da sua zona. Em função dessas medidas, os funcionários loja dar-lhe-ão aquilo de que precisa para levar a cabo o seu projecto. Convém lembrar que as casas devem ter uma altura mínima pelo que deve consultar as licenças antes de avançar. Note-se, ainda, que a altura mínima desejada é de 2.60m.

Comece, depois, por colocar uma estrutura de alumínio que formará o suporte. A estrutura deve ser fixada nas paredes através de parafusos e no tecto por via de anéis e tirantes de alumínio. Com a ajuda de um nível de bolha podemos verificar se a estrutura está bem equilibrada.

Depois deste suporte metálico estar instalado, instale a iluminação e as condutas de ar e comece a colocar os painéis. Se eles forem muito grandes, pode redimensioná-los com as ferramentas adequadas que não devem ter demasiada potência, pois o material é frágil.

​5. O que considerar antes de instalar um tecto falso?

Este não é um trabalho para qualquer pessoa, por isso, mesmo que seja um entusiasta de construção, seja realista em relação às suas capacidades. Se acha que pode fazê-lo, então avance, mas mantenha as coisas simples. Quanto mais elaborado e complicado for o projecto, maiores as hipóteses de se sentir frustrado no fim.

Seja minucioso antes de começar o seu projecto e tire as medidas com cuidado. Depois, com uma folha de cartão ou de madeira, pode simular a altura do seu futuro tecto para perceber se ele vai roubar demasiado espaço vertical à divisão em causa ou se está bem assim.  

A escolha dos painéis é também importante. Há pessoas que preferem peças maiores e outras mais pequenas. Nesta fase, tenha em mente aquilo que pretende fazer com o tecto. Se instalar luzes, por exemplo, poderá ter que comprar placas mais fortes e resistentes que aguentem com o peso das mesmas. A eleição da cor também lhe compete a si, embora o branco seja o mais usado.

Informe-se sobre o custo da manutenção e de eventuais futuras reparações. Lembre-se que a instalação de um tecto falso não significa apenas um investimento momentâneo. Os tectos falsos comportam algumas despesas a curto-prazo, ainda que baixas.

​6. Quais são os preços de um tecto falso?

É impossível dar-lhe um número exacto. A instalação de um tecto falso dependerá sempre dos materiais por si escolhidos, do tamanho da divisão, da empresa que fizer o trabalho, do isolamento, da espessura, da inclusão ou não de barramento original, do acesso, e por aí adiante.

Não obstante, o preço médio andará entre os 15€ a 20€ por metro quadrado. Uma boa ideia é visitar várias empresas e pedir orçamentos para avaliar o que lhe oferecem e tirar conclusões no que diz respeito à relação qualidade/preço.

Aconselhamo-lo, ainda, a contratar um designer de interiores para o ajudar a planear o espaço e a acompanhar a obra.

Fachada con iluminación nocturna modelo Chipiona Casas inHaus Casas modernas de Casas inHAUS Moderno

¿Necesitas ayuda con tu proyecto?
¡Contáctanos!

¡Encuentra inspiración para tu hogar!