O Que é Rebaixamento de Drywall e Como Fazer

Solicita Cotización

Número incorrecto. Por favor, compruebe el código del país, prefijo y número de teléfono.
Al hacer clic en 'Enviar' confirmo que he leído los Política de protección de datos y acepto que mi información anterior sera procesada para responder a mi solicitud.
Nota: Puedes cancelar tu consentimiento enviando un email a privacy@homify.com con efecto futuro

O Que é Rebaixamento de Drywall e Como Fazer

Eduardo Prado – homify Eduardo Prado – homify
Cocinas de estilo  por homify, Moderno
Loading admin actions …

Por mais simples que uma casa ou apartamento sejam, sempre existem boas ideias para deixá-los mais sofisticados. E uma delas, é rebaixamento de drywall no teto

O drywall é uma placa que pode ser utilizada para os mais diferentes fins, podendo ser utilizadas como parede ou peças para rebaixar o teto. 

São muitas vantagens de utilizar essas peças para a decoração da casa. Ela pode fazer com que os ambientes fiquem mais aconchegantes e até mesmo podem colaborar para o projeto luminotécnico dos ambientes. Além disso, o custo não é tão alto quanto se imagina e, com prática e acompanhamento de bons profissionais, é possível fazer a instalação com certa agilidade e pouca sujeira, alcançando um resultado excelente. 

Com a ideia de criar uma nova possibilidade para renovar o visual do seu lar, hoje trouxemos ótimas dicas para o rebaixamento de drywall em sua casa. 

Além dos tipos de materiais que possibilitam o rebaixamento do teto nos ambientes, você também encontrará as ferramentas necessárias, um passo a passo para entender como é feita a aplicação e, ainda, a média de valor por metro quadrado cobrado por profissionais. 

Siga conosco, confira as dicas abaixo e inspire-se!

1. O que é o drywall

O drywall é um conjunto de duas chapas com capa de papel cartão e interior de gesso, que podem ser utilizadas tanto para divisórias com paredes falsas, quanto para rebaixar o teto. Além disso, também é chamado o drywall esse sistema de construção. 

Flexível, esse tipo de estrutura é ótimo para criar várias formas com a aplicação de painéis simples ou, ainda, com camadas duplas, já que podem ser encontrados em diferentes espessuras. 

Além do miolo com gesso, o drywall pode ser preenchido também com lá mineral, o que é ótimo para proporcionar conforto térmico e acústico. 

2. Quais as vantagens de rebaixar o teto

Cocinas de estilo  por homify, Moderno

A utilização do drywall é ótima para as mais diferentes finalidades e ambientes. Ele proporciona um toque de sofisticação e elegância nos espaços, melhorando a iluminação artificial nos espaços. 

Uma das grandes vantagens em rebaixar os tetos é a sensação de aconchego proporcionado. Além disso o forro com drywall pode esconder imperfeições e instalações, valorizando perfeitamente a casa. 

Se for bem instalado, o drywall oferece ótima resistência, o que faz dessa opção um excelente custo-benefício. Outro ponto interessante é que esse tipo de rebaixo no teto pode ser aprendido com certa facilidade, o que pode gerar ótima econômica na instalação da estrutura.

3. O que significam as cores do drywall

Quando você for comprar as placas de drywall, provavelmente irá se deparar com três opções de cores para comprar as placas:

  • Verde: (RU): Essa placa de drywall vem com silicone e outros aditivos que agem de maneira fungicida, preservando o gesso contra mofo e bolor. Esse tipo de placa é ótimo para áreas úmidas, como o banheiro, cozinha e área de lavar. 
  • Rosa (RF): Esse modelo conta com fibra de vidro na produção e é indicado para espaços que podem sofrer com fogo, como lareiras, próximo a churrasqueiras, fogões, lareiras e etc. 
  • Branco (ST): É o tipo de drywall mais básico, chamado comumente de standard. É muito comum a sua aplicação em locais secos, como a sala de estar, a sala de jantar e quarto. 

4. Quais os tipos de instalação de drywall

São basicamente três os tipos de instalação em drywall:

  • Fixação para o forro: são painéis com o uso direcionado para o teto. Eles são parafusados em uma estrutura de aço onde o forro fica sob a laje ou o telhado. 
  • Painéis pré-fabricados: são opções recentes no mercado. Essas placas são vendidas com revestimentos prontos em cartão melamínico ou PVC. Com isso, dispensa o acabamento.
  • Parede sobre parede: é uma ótima técnica para nivelar as superfícies de paredes que estavam com irregularidades. Além disso, oferecem ótima proteção térmica e acústica para o ambiente em questão. 

5. Quais os principais cuidados antes de rebaixar o teto

Salas / recibidores de estilo  por homify, Tropical

O rebaixamento do teto é uma ótima opção para diferentes ambientes da casa. Mas antes de iniciar a aplicação da estrutura é necessário tomar alguns cuidados específicos, como veremos nas dicas abaixo:

  1. Verifique a altura levando em consideração a distância do piso ao teto. É muito importante que o local em questão tenha ao menos 2,5 m. de altura, já que o rebaixo diminuirá essa métrica entre 15 e 20 cm. Caso o espaço não conte com altura suficiente, haverá o risco de o espaço parecer ainda mais apertado e sensorialmente desconfortável. 
  2. Aplique a estrutura apenas com o ambiente em questão totalmente esvaziado. Ou seja, o ideal é que não tenha ninguém no local. Isso porque haverá a necessidade de montar andaimes, posicionar escadas e utilizar lonas para proteger os pisos e os mobiliário. 
  3. Prefira contar com profissionais especialistas para rebaixar o teto. O ideal é que o orçamento inclua os materiais que serão utilizados e a mão de obra. É importante ainda entender o cronograma de trabalho para evitar desperdícios de materiais ou custos adicionais. 
  4. A aplicação do gesso pode espalhar pó no local, o que pode ser um problema de saúde para algumas pessoas. Portanto, solicite a limpeza diária do espaço para evitar acúmulo de poeira. 

6. Passo a passo para a instalação do drywall

Cuartos de estilo  por Gisele Taranto Arquitetura, Moderno
Gisele Taranto Arquitetura

Apartamento decorado Calper

Gisele Taranto Arquitetura

A instalação do rebaixamento com drywall é mais fácil do que parece -- principalmente em espaços menores. 

De maneira geral, serão necessários os seguintes materiais:

  • Placas de drywall (na quantidade suficiente para cobrir o local)
  • Tirantes (utilizados no teto com reguladores para os perfis)
  • Reguladores (utilizados nas pontas dos tirantes, é utilizado para prender os perfis)
  • Perfis (utilizados para prender as placas dos drywalls nos vãos)

Como instalar: 

Primeiramente, é necessário nivelar o teto para que as placas fiquem com o melhor acabamento possível. 

O segundo passo é fazer a marcação do local que receberá a instalação das placas, incluindo a medição de rebaixo do forro e os pontos onde serão instalados tirantes, bem como a distância entre ambos.

Depois disso, será necessário prender os tirantes no teto e cortá-los na altura desejada para rebaixar o teto. 

Com os tirantes já instalados, será necessário colocar os reguladores nos tirantes, sempre verificando se o local está corretamente nivelado.

Já com os perfis devidamente instalados, é hora de prender as placas de drywall nos perfis. Para isso, é preciso seguir os seguintes passos: Corte a placa na medida desejada, ajuste as placas nas medidas necessárias e parafuse de maneira distribuída, equilibrando o parafusamento de maneira que a placa se mantenha bem sustentada. 

7. Quanto custa para instalar o drywall

Para a instalação do drywall, você pode recorrer a duas alternativas: contratar mão de obra especializada ou fazer a instalação por si mesmo. A diferença entre ambas, claro, está na qualidade da entrega.

  • Contratando profissionais, o custo com a mão de obra custa, em média, R$ 60 o m2.
  • Já com o serviço realizado por si mesmo, o custo será apenas nos materiais. Ao final da obra, a economia poderá alcançar 300%. Ou seja, um projeto que poderia custar R$ 400 incluindo mão de obra, poderá custar apenas R$ 100 levando em consideração apenas os materiais. 

8. Capriche na iluminação para finalizar

Por fim, vale a pena seguir algumas boas dicas para que o resultado fique ainda melhor. Considere as possibilidades de decorar o espaço com spots ou faixas LED. É esse cuidado com a iluminação que poderá fazer com que o ambiente fique ainda mais fantástico. Por outro lado, evite pendentes ou peças que interfiram no espaço. Vale lembrar que a consultoria de bons profissionais para esse processo é o que fará toda a diferença. 

Casas de estilo  por Casas inHAUS, Moderno

¿Necesitas ayuda con tu proyecto?
¡Contáctanos!

¡Encuentra inspiración para tu hogar!